09 fevereiro 2011

Peak Oil - Parte IV-b: Conceitos mais modernos na avaliação das reservas de energia.


No item a da Parte IV, foi estabelecido o conceito de EROEI (energy returned on energy invested) ou EROI (energy return on investment), entretanto não há uma ligação clara entre estes conceitos e a avaliação das reservas de energia como o petróleo e o carvão. Pois estes conceitos permitem dentro das limitações tecnológicas da data de avaliação a resposta de diversas perguntas. Vou citar algumas e depois dar as respostas.

Como calcular as reais reservas disponíveis de combustíveis fósseis independente do preço do produto hoje em dia?
O pré-sal é economicamente viável?
As areias betuminosas canadenses são uma resposta a diminuição de produção americana?
É possível extrair petróleo na Antártida?
Qual a alternativa de energia renovável mais viável?

A primeira pergunta advém da necessidade de se estabelecer um limite de “preço” para extração de um determinado combustível, por exemplo, deve-se considerar o carvão a uma profundidade de x metros, esta resposta é dada avaliando o EROI da extração, se aproximar da unidade, não se considera.

A segunda pergunta do pré-sal é mais simples de ser respondida, se o EROI está acima de outras formas de energia, como a solar e a eólica ele é viável. A questão da oportunidade e do momento é uma questão de mercado, talvez ele não seja a 40 dólares o barril, mas aos 60, sim.

A próxima pergunta, tem no EROI o cheque de sua exploração, as areias betuminosas canadenses estão com ao relação muito baixa e se agregar qualquer custo de recomposição ambiental, parece que este valor aproxima-se muito da unidade.

Quanto a Antártica, parece que se desconfia que tem petróleo, mas não será extraído mais por uma questão do EROI do que uma questão de preço do petróleo, logo parece que o continente Antártico continuará livre.

A última pergunta é a mais fácil de responder, é só verificar a relação entre os diversos valores do EROI.

Em resumo, o conceito auxilia a forma de quantificar as reservas sem a necessidade de estabelecer limites financeiros para a exploração de novas jazidas que alterarão com a extração das mesmas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Favor manter linguagem adequada, críticas são aceitas, porém palavras chulas farão que se delete o comentário.